Usuários Conectados :

Total de Visitas: 14697829

Novembro Azul: Ação alerta servidores da SAD para a saúde do homem

28 de Novembro de 2018 - 16:11     Mireli Obando

Campo Grande (MS) – Novembro é o mês dedicado ao combate ao câncer de próstata. Na manhã desta quarta-feira (28) servidores da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD) participaram de ação alusiva ao “Novembro Azul” que alerta para o cuidado com a saúde do homem. 

Durante a abertura da ação o Secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis se emocionou ao lembrar que recentemente perdeu um amigo para o câncer de próstata, e lembrou da importância das mulheres no processo de desmitificar o exame do toque. “É muito importante fazer os exames, fazer a prevenção, mas a saúde do homem ainda é um tabu. As mulheres têm um papel fundamental na vida dos homens, que é de fazer o alerta e muitas vezes convencer a fazer a consulta. Eu faço os meus exames regularmente desde os 40 anos, pois a saúde da gente deve ser uma prioridade”, pontuou Assis.  

O bate papo foi conduzido pelo médico especialista em cirurgia oncológica e Coordenador do Programa de Residência Médica do Hospital de Câncer Alfredo Abrão Dr. Eric Rulli Meneses, que apresentou dados estatísticos e apontou a importância dos homens realizarem os exames preventivos necessários para o diagnóstico precoce. “As chances de cura estão diretamente relacionadas ao estágio em que a doença for descoberta. Até 90% dos casos podem ser curados se diagnosticados precocemente” enfatizou o médico especialista.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata é o sexto tipo mais comum, sendo o segundo tumor que mais mata homens no País. Estatísticas apontam que a cada seis homens um é portador da doença.

Em Mato Grosso do Sul, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia do Estado (SBU-MS), a maior parte da população masculina, na faixa etária de risco, nunca passou por uma consulta com um urologista. Só em 2018, foram registradas 147 mortes por câncer de próstata no Estado, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Participante da ação todos os anos, o servidor Nelson Mira, conta que pelo histórico familiar também realiza os exames desde os 40. “Isso é muito importante porque faz um alerta a todos os homens que muitas vezes por timidez não procuram o médico. Meu pai teve câncer de próstata e desde lá a gente vem sendo assistido. E não é só o câncer, tem outros problemas que podem ser detectados com o exame. Meus exames estão em dia, e aos 63 anos a saúde tá 100%” comemora Nelson.

Mireli Obando, Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD)

Fotos: David Majella