Usuários Conectados :

Total de Visitas: 13570749

Servidoras lotam auditório em bate papo sobre violência e relacionamentos

14 de Março de 2018 - 11:03     Rejane Monteiro

Campo Grande (MS) – A mulher do século XXI vivencia hoje um tempo de mudanças. Para ampliar esse debate, de uma forma leve, descontraída, mas com muito conteúdo, a Secretaria de Administração e Desburocratização, através da Coordenadoria Especial de Políticas de Gestão de Pessoas (Cegesp) realizou na manhã desta terça-feira (14.03), uma ação exclusiva para as servidoras estaduais.

Ao comentar que há cada meia hora, uma mulher é vítima de violência em Mato Grosso do Sul, a Delegada da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Ariene Murad iniciou um bate papo franco e aberto com as servidoras. A delegada ainda citou que segundo pesquisas, três em cada cinco mulheres jovens já sofreram violência no relacionamento e que metade sofreu violência após o fim do relacionamento. Ainda segundo Murad, 37% das mulheres que participaram da pesquisa, já tiveram relações sexuais forçadas e sem proteção e mais: que um, em cada quatro homens já repassou imagens de mulheres nuas sem o consentimento das mesmas. “São razões que chancelam a importância da denúncia, quando a mulher é vítima de violência”, observou.

Um dos pontos altos do evento foi o depoimento de superação da jovem de 28 anos, Bruna Oliveira dos Santos Portilho, que compartilhou com as servidoras os momentos difíceis que vivenciou no casamento, com a violência do ex-marido que iniciou com um puxão de cabelos seguido de um pedido de desculpa que a atitude não mais iria acontecer, mas que quase acabou com a sua vida, quando seu ex-marido em uma madrugada invadiu sua casa, e com socos, pontapés, chutes e uma ferramenta conhecida como “pé de cabra” quase acabou com a sua vida. “Fico feliz por estar aqui hoje compartilhando a minha história de superação com vocês porque consegui vencer essa etapa difícil da minha vida”, encerrou ao ser aplaudida de pé por todas as servidoras que com lágrimas nos olhos fizeram questão de se levantar.

De forma divertida, a segunda palestra “Administrando emoções e Construindo Relações” com a psicóloga clínica Caroline Santos Fontoura Cruz, que também é Sexóloga, Terapeuta Cognitiva Comportamental, Hipnoterapeuta e Perita Avaliadora envolveu as servidoras estaduais. Abordando temas como saúde intima, relações sexuais – direito de dizer sim ou não, tabus sociais, sexo depois dos filhos e sexo na melhor idade, a psicóloga captou a atenção das servidoras que aproveitaram para tirar todas as dúvidas em relação ao tema.

Titular da SAD, o Carlos Alberto de Assis que esteve na abertura do evento aproveitou para lembrar que o evento alusivo ao mês das mulheres é um encontro que integra o cronograma de atividades voltadas ao bem-estar e qualidade de vida do servidor. “É uma diretriz da atual gestão cuidar não só da carreira do nosso servidor, mas também realizar ações voltadas a saúde e ao bem-estar” destacou Assis.

Vários kits de cosméticos, vale presentes, serviços de maquiagem, design de sobrancelhas foram sorteados durante o evento.

Premiada, a servidora Thais Cabreira elogiou a iniciativa do Governo e observou que eventos dessa natureza contribuem para despertar a reflexão nas servidoras. “Muito bacana  o evento. Me diverti bastante com alguns temas abordados. Adorei a iniciativa, e os mimos que recebemos são atitudes como essa que nos sentimos valorizadas, não só como servidoras, com pessoas”, definiu.

Rejane Monteiro, da assessoria de comunicação da SAD

fotos: David Majella