Usuários Conectados :

Total de Visitas: 9683276

Novo modelo de Gestão de Pessoas entra na última fase com 90% de participação dos servidores

16 de Novembro de 2017 - 10:11     Rejane Monteiro

Novo modelo de Gestão de Pessoas entra na última fase com 90% de participação dos servidores Fotografo: David Majella

Nesta fase, que acontecerá entre os dias 16 de novembro e 20 de dezembro, os servidores terão a oportunidade de avaliar seus superiores, sua equipe e se auto avaliar. Meta é encerrar 2017, com 100% de participação.

Campo Grande (MS) – Com a presença de centenas de servidores de diversas pastas, o Governo do Estado, através de Secretaria de Administração e Desburocratização lançou nesta quinta-feira (16), a última fase do novo modelo de gestão de pessoas, a Gestão por Competência. Nesta etapa, que acontecerá entre os dias 16 de novembro e 20 de dezembro, os servidores terão a oportunidade de avaliar seus superiores, sua equipe e se auto avaliar, encerrando a última fase do Ciclo de Gestão de desempenho de 2017.

Na prática, segundo o secretário Carlos Alberto de Assis a última fase pode ser considerada a mais importante, uma vez que consolida o processo de avaliação individual do servidor (gestores e equipes), com aplicação de pontuação que vai influenciar na sua carreira funcional, demonstrando para a população que o Governo, assim como a iniciativa privada, se preocupa em acompanhar e melhorar o desempenho de seus trabalhadores, bem como vincular as melhorias salariais ao grau de dedicação de cada um com as suas obrigações funcionais e à qualidade do serviço prestado. “Hoje nós estamos realizando uma das grandes entregas deste Governo ao servidor. Alguns vão perceber logo, outros vão demorar três anos que é o prazo. Avançamos muito também em outros setores combatendo as distorções, ajustando planos de cargos e carreiras, melhoramos muito a nossa Escola de Governo porque sabemos que não adianta cobrar, se não temos condições de oferecer. E hoje, para mim, é um dos dias mais importantes para o servidor do nosso Estado porque a partir de agora ele será avaliado pela sua competência, e essa avaliação se dará de baixo para cima e de cima para baixo”, diz.

Durante breve retrospecto, a coordenadora do projeto, Ana Carina do Prado Verbisck pontuou todas as etapas do programa que envolveu levantamento de competências, habilidade e atitudes, Avaliação de Desempenho Individual (ADIs) e acompanhamento, através de feed backs entre servidor e chefia. Durante apresentação a gestora observou que nesta fase, todos os servidores irão se avaliar. “Para termos um processo de gestão eficaz, nós precisamos ter vários ângulos de visão. Porque o problema pode não ser o servidor. O problema pode estar na liderança”, observou.  Segundo ela, o programa de Gestão por Competência está sendo aplicado a 26.126 servidores, sendo 2.980 líderes com adesão de 90% de participação.

Coordenadora da Assessoria de Assuntos Institucionais do Imasul, órgão estadual que recebeu o projeto piloto do Programa de Gestão por Competência em 2016, Adriana Moreira pontuou que inicialmente o projeto despertou apenas uma expectativa do servidor com relação ao ganho financeiro, e essa foi a grande dificuldade. “Nós precisamos de um certo tempo em nosso órgão para que o servidor entendesse que era um projeto muito maior, que era uma mudança de cultura e hoje, muito feliz eu compartilho com todos vocês que em nosso órgão a adesão ao programa foi de 100%”. Outro ponto importante, destacado pela gestora foi que aos poucos o servidor, até aqueles que desenvolviam um trabalho mais técnico, começaram a aderir ao programa, a se preocupar mais com as entregas e efetivamente colaborar com as atividades desenvolvidas até nas tomadas de decisão.

Representando o segmento da educação, a professora Fernanda Alves pontuou que o servidor tem um grande medo do processo avaliativo, o que não deveria ocorrer. “Em tempos longínquos existia essa história do serviço público não ser prestado de uma forma tão boa ou equiparada aos serviços particulares e hoje não. Se não todos, mas grande parte dos nossos servidores já adotaram uma mudança de postura e isso foi fundamental para que esse trabalho fosse realizado de uma forma tranquila”, observou completando que existiram sim dificuldades em um primeiro momento.

Ainda segundo ela, com o passar do tempo, o servidor passou a se deparar mais profundamente com a ferramenta e o processo passou a ser mais tranquilo. “Até em uma conversa dia desses com uma representante sindical, que normalmente são mais críticos, ela me confidenciou que o processo foi muito mais fácil e tranquilo do que ela imaginava. Sempre digo que se estou executando meu melhor e se eu tenho comprometimento com a minha tarefa não tem porque temer um processo avaliativo. E digo mais, não vejo a remuneração como parte mais importante. Existem outros elementos que o dinheiro não paga”, destacou.

Para o governo também é o cumprimento das promessas de campanha e das ações do Plano Plurianual que prevê como diretriz estratégica do eixo gestão: promover o desenvolvimento e valorização das pessoas na gestão pública estadual com o programa meritocracia, desenvolvimento e valorização do servidor. Em sua fala, o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel pontuou que a entrega tem um simbolismo muito forte. “Me recordo do início do projeto, do desafio que seria para nós, uma secretaria com características altamente políticas, que além de trabalho focado nos resultados do governo, tem um componente político muito forte. A nossa situação diferenciada de avaliar um agente mais técnico de gestão estratégica por exemplo, e um agente político. Mas, estamos fazendo e não vamos deixar de participar. A Gestão por competência é um modelo que tem sido exigido, cada vez mais, pela sociedade não só a sul-mato-grossense, mas a brasileira. Se nós não mudarmos as nossas práticas, os nossos paradigmas, a mudança será imposta e muita mais dolorida até por uma série de questões que estão sendo enfrentadas. Registro aqui o nosso compromisso. Nós, Governo do Estado estamos plantando essa semente para que ela seja colhida por todos vocês, servidores públicos que efetivamente tocam esse Estado”, finalizou.

Rejane Monteiro. da assessoria de comunicação da SAD

fotos: David Majella